.posts recentes

. Como avaliar um gestor de...

. PHARMACEUTICAL – The ladd...

. How to make salespeople o...

. Emotional Intelligence – ...

. Pharmaceutical Market: th...

. Product Life Cycle Manage...

. Management : process of g...

. How to make a more effici...

. Deus, o Direito e os Roll...

. “Diabruras fiscais” – A R...

.arquivos

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Fevereiro 2008

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Terça-feira, 11 de Novembro de 2008

Como avaliar um gestor de pessoas

Sempre foi difícil avaliar pessoas; não porque intuitivamente não o sei fazer, pelo contrário, identifico de imediato aquilo que pretendo; mas acima de tudo, quando tenho de referenciar, especificar, nomear; ou seja, ser mais detalhado do que a minha intuição permite. Por esse motivo criei a estrutura em anexo, que estrutura e dá exemplos de  dimensões e critério (com base em acções objectivas) de avaliação. Tanto pode adaptar a um "gestor no activo" ou a um futuro gestor (assessment ou recrutamento); bem como a um gestor senior ou a um junior.

Espero que seja bastante útil!

 

EQUIPA        
ESTABELECER O FOCO     Habilidade para desenvolver e comunicar objectivos em defesa da missão da empresa                                  
ACÇÕES: Actua para alinhar os objectivos da unidade com a direcção estratégica da empresa; Certifica-se de que as pessoas entendem a forma como o seu trabalho se relaciona com a missão da empresa e que todos compreendem e se identificam com a missão da unidade; Certifica-se de que a unidade irá estabelecer objectivos para desenvolver um plano para concretizar a missão da empresa
           
MOTIVAR: Aumentar o compromisso dos outros em relação ao trabalho     
ACÇÕES: Reconhece e recompensa as pessoas pelo que realizam; Está pessoalmente envolvido nos principais acontecimentos; Identifica e ataca problemas de moral
           
INCENTIVAR O TRABALHO DE EQUIPA: Capacidade e desejo de trabalhar em colaboração com os outros membros da equipa                            
ACÇÕES: Dá oportunidades às pessoas para aprenderem a trabalhar como equipa; Procura a participação activa de todos ; Estimula a cooperação com outras unidades de negócio; Reconhece e estimula os comportamentos que contribuem para o trabalho de equipa       Compartilha o seu conhecimento com os outros
           
DAR AUTONOMIA AOS OUTROS: Habilidade para mostrar confiança na capacidade de os colaboradores serem bem sucedidos                               
ACÇÕES: Dá ás pessoas espaço de manobra para tomarem decisões na sua própria esfera de trabalho; É capaz de deixar os outros tomarem decisões e assumirem o controlo; Estimula os indíviduos e os grupos a estabelecerem os seus próprios objectivos, consistentes com os do negócio ; Mostra confiança na capacidade dos outros serem bem sucedidos
 
MUDANÇA E DESENVOLIMENTO
 
GERIR A MUDANÇA:Capacidade de demonstrar apoio à inovação e às mudanças de organização necessárias para melhorar a eficácia da estrutura                                  
ACÇÕES: Toma a iniciativa de estabelecer uma nova direcção de negócio, parcerias, políticas ou normas; Ajuda os colaboradores a entenderem o que terão de fazer de diferente em consequência das mudanças na organização; Cria estruturas e processos para planear e gerir a implementação adequada da mudança
 
DESENVOLVER OS OUTROS:Aptidão para delegar responsabilidades e trabalhar com os outros e orientá-los para que desenvolvam as suas capacidades       
ACÇÕES: Compartilha informações, conselhos e sugestões para ajudar os outros a sairem-se melhor,orientando de forma efectiva; Dá tarefas para ajudar a desenvolver as capacidades das pessoas; Reune-se com os colaboradores de forma regular , para avaliar o seu desenvolvimento; Reconhece os esforços de desenvolvimento e progresso de pessoas
 
GERIR O DESEMPENHO: Capacidade de assumir responsabilidade pelo seu próprio desempenho ou do empregado, estabelecendo objectivos, monitorizando os avanços em relação aos objectivos, avaliando e lidando com problemas e questões de desempenho
ACÇÕES: Garante metas e responsabilidades claras; apoia os colaboradores no seu esforço ; Trabalha com os colaboradores para estabelecer padrões de desempenho especificos e mensuráveis; Faz avaliação especifica do desempenho, tanto positiva como correctamente , logo após o acontecimento
 
COMUNICAÇÃO   
 
ATENÇÃO Á COMUNICAÇÃO: Competência para assegurar a transmissão de informação aos outros                            
ACÇÕES: Garante que as outras pessoas envolvidas se mantenham informadas  sobre planos ou desdobramentos; Assegura que as informações importantes oriundas da gestão sejam partilhadas pelos colaboradores; Utiliza vários meios para comunicar mensagens importantes; mantém a gestão informada sobre avanços e problemas, evitando surpresas
 
COMUNICAÇÃO ORAL: Capacidade de se expressar em conversas e interacções com os outros                        
ACÇÕES: Fala claramente e pode ser compreendido; adapta o conteúdo do discurso ao nível e experiência da audiência; Expressa, no discurso, as ideias de forma clara e concisa; Mantém o contacto visual quando conversa com os outros
           
COMUNICAÇÃO PERSUSASIVA:Aptidão para planear e fazer comunicações orais e escritas que convençam a audiência que pretende atingir                         
ACÇÕES: Identifica e apresenta informações que terão efeito convincente sobre os outros; Escolhe a linguagem e os exemplos adequados ao nível e experiência da audiência ; Cria gráficos, transparências e slides que mostrem informação com impacto; Apresenta argumentos variados e diferentes em defesa da sua posição
 
INFLUENCIA E COLABORAÇÃO          
 
CAPACIDADE DE INFLUENCIAR OS OUTROS: Aptidão para conseguir apoio dos outros para novas ideias, propostas, projectos e soluções                      
ACÇÕES: Envolve outros no processo de decisão para obter o seu apoio; faz trocas para conseguir a devida aprovação das pessoas; Esforça-se para causar determinada impressão nos outros ; identifica e concentra esforços para influenciar quem, na realidade, decide e os que os podem persuadir; Mostra interesse pessoal pelos outros, a fim de construir relações
 
CONSTRUIR RELAÇÕES DE COLABORAÇÃO: Capacidade para desenvolver, manter e fortalecer parcerias com outras partes dentro ou fora da organização, que possam fornecer informações, ajuda e suporte                                
ACÇÕES: Faz perguntas sobre a experiência , os interesses pessoais e a familia dos outros; Questiona para identificar interesses e experiências partilhadas e outras coisas em comum; Interessa-se pelo que os outros têm para dizer, reconhecendo as suas ideias e perspectivas; Tenta construir relações com pessoas cuja ajuda , cooperação e suporte podem ser necessários; Dá assistência, informação e apoio aos outros para criar uma base de interacção
 
ORIENTAÇÃO PARA O CLIENTE: Habilidade para demonstrar preocupação pela satisfação dos clientes internos e externos                                 
ACÇÕES: Resolve os problemas dos clientes de forma rápida e eficaz; Conversa com os clientes internos e externos para descobrir o que querem e o seu grau de satisfação em relação ao que recebem; Demonstra aos clientes internos e externos que está disposto a trabalhar com eles para satisfazer as suas necessidades; Encontra formas de medir emonitorizar a satisfação do cliente
 
INFORMAÇÃO E ANÁLISE        
 
COLIGIR INFORMAÇÕES PARA DIAGNÓSTICO: Capacidade para identificar as informações necessárias para esclarecer uma situação, procurá-las na fonte adequada e fazer perguntas de forma eficiente para as obter mesmo quando as pessoas estão relutantes em as revelar                                
ACÇÕES: Identifica as informações especificas necessárias ao esclarecimento de uma situação ou para a tomada de decisão; Usa várias fontes para conseguir informações mais completas e precisas; Investiga de forma habilidosa para chegar aos factos quando as pessoas estão relutantes em dar informações detalhadas e completas; Procura a perspectiva de todos os envolvidos numa situação; Busca pessoas com conhecimento para obter informações ou esclarecer problemas
 
PENSAMENTO ANALÍTICO: Aptidão excelente e muitas vezes inata para lidar com um problema utilizando uma abordagem lógica, sistemática e sequencial                 
ACÇÕES: faz uma comparação sistemática de duas ou mais alternativas; Nota discrepâncias e inconsistências nas informações disponíveis; Identifica um conjunto de caracteristicas, parâmetros ou considerações a ter em conta ao analisar uma situação ou tomar uma decisão; Pesa custos, beneficios, riscos e hipóteses de sucesso ao tomar uma decisão; sabe considerar as respectivas prioridades para o bom andamento dos processos
           
ANTECIPAÇÃO: Competência para antecipar as implicações e consequências das situações e tomar medidas apropriadas de preparação para possiveis contingências
ACÇÕES: Antecipa a ocorrência de possiveis problemas e cria, com antencedência, planos de contingência; Observa as tendências do sector ou do mercado e cria planos para se preparar para as oportunidades e problemas         
 
PENSAMENTO E CONHECIMENTO    
 
PENSAMENTO CONCEPTUAL: Habilidade para encontrar soluções eficazes através de uma perspectiva holistica, abstracta ou teorica                            
ACÇÕES: Distingue semelhanças entre situações diferentes e aparentemente não relacionadas; Identifica rapidamente as questões centrais e subjacentes numa situação complexa; Aplica um modelo teórico para entender uma situação especifica
           
PENSAMENTO ESTRATÉGICO: Capacidade para analisar a posição competitiva da organização, considerando as tendências do mercado e do sector, clientes actuais e potenciais, pontos fortes e fracos dela em comparação com o concorrente     
ACÇÕES: Entende os pontos fortes e fracos; Entende as tendências do sector e do mercado que afectam a competitividade da organização;Tem um conhecimento detalhado dos produtos e serviços da concorrência; Elabora e propõe uma estratégia de longo prazo ( 3 a 5 anos ) para a organização, com base na análise do sector e do mercado e nas potencialidades actuais e futuras da empresa em comparação com a concorrência
 
CONHECIMENTO TÉCNICO: Aptidão para demonstrar um conhecimento técnico profundo e desembaraço na área técnica                        
ACÇÕES: Aplica de forma eficiente o conhecimento técnico para resolver uma série de problemas ; Possui conhecimento detalhado e desembaraço na área técnica; Cria soluções técnicas para problemas novos ou muito complexos, usando métodos ou abordagens actuais; Mantém-se informado sobre as tecnologias de ponta na sua área
 
 
MÉTODO     
 
INICIATIVA: Identificar o que é necessário fazer e agir antes de ser solicitado
ACÇÕES: Identifica o que precisa de ser feito e age antes de ser solicitado; Procura as pessoas envolvidas numa situação para entender as suas perspectivas      
 
CAPACIDADE EMPREENDEDORA: Competência para procurar e capturar oportunidades de negócio rentáveis. Disponibilidade para correr riscos calculados para atingir os objectivos do negócio                            
ACÇÕES: Identifica e aproveita as oportunidades de negócio rentáveis; demonstra disposição para assumir riscos calculados para atingir as metas do negócio; Propõe acordos de negócio inovadores a clientes potenciais, fornecedores e parceiros; Estimula e apoia o comportamento empreendedor dos outros
 
ESTÍMULO Á INOVAÇÃO: Habilidade para desenvolver, patrocinar ou apoiar o lançamento de métodos, produtos, procedimentos ou tecnologias novas ou aperfeiçoados                       
ACÇÕES: Desenvolve pessoalmente um novo produto ou serviço; Patrocina o desenvolvimento de novos produtos, serviços , métodos ou procedimentos; Propõe novas abordagens, métodos ou tecnologias; Cria formas melhores, mais baratas e mais rápidas de fazer as coisas
 
RESULTADOS        
 
ORIENTAÇÃO PARA OS RESULTADOS: Capacidade de se concentrar no resultado desejado                          
ACÇÕES: Estabelece metas desafiadoras mas atingíveis; Mantém o seu compromisso com as metas diante de obstáculos; Faz um esforço fora do comum para atingir um objectivo
 
EFICÁCIA: Assegura que o seu trabalho, o dos outros e as informações sejam completos e precisos                       
ACÇÕES: Estabelece procedimentos para garantir elevada qualidade do trabalho; Monitoriza a qualidade do trabalho; verifica a informação; Cria e usa sistemas para organizar e monitorizar informações ou progressos no trabalho
 
DETERMINAÇÃO: Aptidão para tomar decisões dificeis de forma oportuna
ACÇÕES: Está disposto a tomar decisões em situações dificeis ou ambiguas quando o prazo é critico; Responsabiliza-se pelo grupo quando é necessário intermediar a mudança, superar um impasse, enfrentar problemas ou garantir a tomada de decisões; Toma decisões dificeis
AUTO-GESTÃO      
AUTOCONFIANÇA:Crença nas suas ideias e competência para ser bem sucedido
ACÇÕES: Confia na sua própria capacidade para atingir os objectivos; Está disposto a falar ao discordar de uma decisão estratégica; Encara os desafios de forma optimista
           
GESTÃO DO STRESS: habilidade para gerir eficazmente sob pressão e manter o autocontrole em face de hostilidade ou provocação                            
ACÇÕES: Permanece calmo sob stress; Pode lidar de imediato e de forma efectiva com vários problemas ou tarefas; Aceita a critica construtiva; Mantém o sendo de humor
           
CREDIBILIDADE PESSOAL: Preocupação em ser entendido como responsável, de confiança e fidedigno                         
ACÇÕES: Faz o que se comprometeu a realizar; Respeita a confidencialidade das informações compartilhadas por outros; Assume a responsabilidade dos seus erros
           
FLEXIBILIDADE:Abertura a novas formas e diferentes de fazer as coisas    
ACÇÕES: É capaz de ver os méritos de perspectivas que não sejam as próprias; Demonstra abertura a novas estruturas , procedimentos e tecnologias na organização; Muda de estratégia quando é adequado; Demonstra disposição para mudar uma opinião enraizada diante de evidências em contrário.
 
GESTÃO PELO EXEMPLO          
 
DELEGAÇÃO DE TAREFAS: Capacidade de delegar tarefas e funções importantes nos seus colaboradores                                  
ACÇÕES: Explica aos colaboradores a importância das tarefas a delegar e o motivo pelo qual vai ser delegada essa tarefa (s); acompanha o colaborador no desenvolvimento da tarefa; Avalia e dá feed back ao colaborador da realização da tarefa
           
GESTÃO PELO EXEMPLO: Capacidade de demonstrar aos colaboradores a forma como pretende que as tarefas seja efectuadas e efectuá-las se necessário
ACÇÕES: Realiza a tarefa se necessário; Ensina ao colaborador a forma como pretende que a tarefa seja realizada e define um plano de melhoria no final; O seu exemplo motiva os colaboradores a melhorar
publicado por Ana Maria Abreu às 00:44
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds